Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Desafios!

Aí estão mais alguns desafios sobre concordância verbal, para a turma do 9º ano.

1. A frases a seguir foi proferida por Ayrton Senna, por ocasião de um voo que ele fez em um avião Mirage da Força Aérea Brasileira:

"Se cada brasileiro tivesse a oportunidade de fazer esse voo que eu fiz, com certeza teriam mais amor à pátria."
(Rev. Foco. Brasília, Foco Editorial, n. 37, out./1998.)

Nela há um erro que pode ter sido cometido tanto por Senna, ao falar a frase, como pelo redator da revista, ao transcrevê-la.

a) Identifique o erro, faça a correção e justifique-a.
b) Elabore uma hipótese para explicar o que poderia ter levado à ocorrência desse erro.

2. Leia:
                        Peruas terão regulamento
          A Prefeitura de Campinas deve regulamentar nas próximas semanas o STAM (Sistema de Transporte Alternativo Municipal).
          Um grupo de 905 perueiros se inscreveu na concorrência pública [...], mas na primeira etapa só 440 motoristas foram habilitados. Cerva de 400 condutores recorreram do resultado.
(Folha de São Paulo, 27/11/1998.)
a) Identifique o sujeito dos verbos destacados e justifique a concordância verbal em cada caso.

b) Se, em vez de "se inscreveu", o redator empregasse "se inscreveram", a concordância continuaria correta? Justifique.

c) Se, em vez de "recorreram", ele usasse "recorreu", estaria cometendo erro de concordância? Justifique.

3. Durante a transmissão de uma partida de futebol, o locutor de uma rede de TV disse:

                 "Não foi divulgado ainda público e renda do jogo."

Imediatamente a seguir, julgando ter cometido um erro de concordância, ele refez a frase assim:

                 "Não foram divulgados ainda público e renda."

Baseando-se na regra de concordância aplicável ao caso, comente se a alteração efetuada pelo locutor era realmente necessária.

4. Leia este texto de jornal:
                                                  Nota zero
          Depois de liderar as manifestações contrárias à realização do provão do MEC para avaliar a qualidade dos cursos superiores, o presidente da UNE [...] explicou o protesto às câmeras de TV:
          __ Na minha opinião não houveram tumultos.
          Agora sim dá para entender por que a UNE queria que os estudantes entregassem a prova em branco...
(O Estado de São Paulo, 12/11/1996.)
a) Que tipo de erro gramatical o falante cometeu, motivando o jornal a lhe dar "nota zero"?

b) Baseando-se na estrutura sintática da frase, elabore uma hipótese para explicar o que teria levado o falante a errar.

c) Como o presidente da UNE deveria ter falado, para não receber "nota zero"?

d) A UNE, na ocasião, orientou os estudantes a entregarem a prova em branco, como forma de protesto contra a realização do provão. O jornal, de maneira irônica, insinua que as provas seriam entregues em branco por outro motivo. Qual?






Nenhum comentário: